O que aconteceu no Gavião Peixoto - Mídias nem divulgaram o fato

Dois homens encapuzados, armados com barra de ferro, revólver e uma bomba caseira aterrorizaram alunos e professores da Escola Estadual Brigadeiro Gavião Peixoto, por volta das 21h de anteontem, em Perus (zona norte de SP).

Os suspeitos invadiram a unidade de ensino pouco antes do intervalo do período noturno, quebraram vidraças de duas salas, queimaram móveis e deram vários tiros para o alto levando os estudantes a correrem desesperados na tentativa de sair da escola. A unidade de ensino amanheceu ontem fechada e todas as aulas foram canceladas pela direção.


De acordo com o relatório da diretoria da escola sobre o fato, documento que o Agora teve acesso, algumas pessoas ficaram machucadas por causa dos estilhaços das janelas destruídas. A demora da Ronda Escolar para atender a ocorrência foi duramente criticada pela direção. De acordo com o relatório, a Polícia Militar demorou de 20 a 30 minutos para chegar à escola e "nunca está nas imediações quando é solicitada" pela direção.

O 49º Batalhão de Polícia Militar, responsável pela segurança na região onde fica a Escola Estadual Brigadeiro Gavião Peixoto, afirmou que um carro da corporação fazia o patrulhamento nas imediações da unidade quando os policiais perceberam um tumulto no local.

Flávia Martins y Miguel
do Agora



Adicione aos Favoritos: Adicionar ao Blogblogs Adicionar ao Rec6 Adicionar ao Linkk Adicionar ao Technorati Adicionar ao Delicious Adicionar ao Google Adicionar ao Yahoo

Facebook Twitter
Twitter

1 comentários:

  Anônimo

26 de março de 2012 09:02

Sou aluna da escola brigadeiro gavião peixoto e acredito que o pior aconteceu hoje ' ... e a tendencia é só piorar *---*
hoje alunos do brigadeiro gavião peixoto se revoltaram e ninguém entrou na escola por motivos casuais
add no msn: morgana.meianoite@hotmail.com